• A GINÁSTICA CEREBRAL® procura, entre outras coisas, ativar as chamadas “zonas de sombra” existentes em nosso cérebro, prevenindo a decadência desse órgão tão importante. 
    Para isso, seus exercícios fortalecem a comunicação entre as células do cérebro (os neurônios) fazendo com que continuem sempre ativas, limitando suas perdas e mantendo clareza de raciocínio. Ela também é uma arma eficaz no combate ao estresse e a depressão, mantendo o equilíbrio emocional.
     

  • As empresas que buscam melhorar a qualidade de vida de seus colaboradores estão preocupadas em desenvolver não apenas o físico mas, também, a mente. Por isso, a SERAP tem realizado apresentações da GINÁSTICA CEREBRAL® em diversas organizações, ensinando os participantes a desenvolverem mais ligações entre os neurônios e a manter o equilíbrio entre os hemisférios cerebrais. Contate a SERAP para realizar essa palestra em sua empresa. 

  • O computador já pode ser operado pela mente humana. Cientistas da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) elaboraram um software que decodifica os sinais cerebrais responsáveis pelos movimentos de esquerda e direita realizados pela mão do homem e, com isso, conseguiram desenvolver a primeira interface de comunicação cérebro/computador da América Latina.

A conexão entre a pessoa e o computador é feita por meio de eletrodos em contato com regiões específicas do cérebro. No monitor, é visto um círculo branco sobre um fundo escuro. O usuário deverá, então, imaginar que está movendo o círculo para a esquerda ou para a direita, como se utilizasse um mouse. O resultado pode ser observado na tela: o círculo caminha de acordo com o comando mental da pessoa. 

  • Nosso cérebro fica “sujo” porque, no nosso cotidiano, vamos arquivando coisas desnecessárias, como informações improcedentes, dúvidas existenciais, uma pequena depressão, medos diversos e outras coisas que, na verdade, não nos interessam, mas que ficam por lá, ocupando espaço e tornando nosso cérebro menos eficaz e mais lento. Por isso, recomendamos que, periodicamente, se faça uma “faxina geral” no cérebro, mas parece que as pessoas não priorizam essa atividade, e continuam com um cérebro “sujo”, lento e cansado. 

Como limpar o cérebro? Veja algumas sugestões simples de serem aplicadas: 

- Férias, mas férias mesmo, mantendo distância do noteboock, celular, televisão;

- Leitura de bons livros;

- Um curso de auto-ajuda, para balançar seu emocional;

- Terapia;

- Um bom programa de meditação;

- Retiro espiritual, desses feitos em épocas de carnaval, fim de ano etc. 

  • Há muito que os cientistas descobriram que é possível aumentar o número de sinapses, que são as ligações existentes entre os neurônios. Quanto mais informação e conhecimento, mais sinapses vão se formando, porque as células nervosas não trabalham isoladas, dependem da rede a que pertencem. E, quanto mais ligados entre si os neurônios estiverem, melhor será o desempenho das funções cerebrais.

    Na prática funciona da seguinte forma: quanto maior o conhecimento de uma pessoa e sua diversidade de interesses, maior é o número de sinapses. E, neste caso, quantidade é qualidade: “O aumento das sinapses melhora o raciocínio e a memória, pois há um incremento da velocidade da transmissão de informações entre os neurônios”. É o mesmo raciocínio de estradas e ruas. Quanto mais vias de acesso, maior a possibilidade de atalhos e rapidez de deslocamento.

    Até bem pouco tempo, acreditava-se que era possível aumentar apenas o número de sinapses. Porém, estudos recentes atestam que é possível aumentar o número de neurônios que possuímos: cientistas conseguiram provocar a proliferação de células nervosas no cérebro de ratos submetidos a estímulos cerebrais e a exercícios físicos. A partir desta informação, a conclusão óbvia é que o desenvolvimento do cérebro humano é ilimitado.
     

  • Luiz Eduardo Gasparetto, diretor da SERAP, detentora da marca GINÁSTICA CEREBRAL® no Brasil, fez neste mês palestras sobre o assunto no III Simpósio de Psicologia e Fonoaudiologia em Poços de Caldas, patrocinado pela Interclínica Ribeiro do Valle e na Escola de Natação Takeda, de São Paulo, para fisioterapeutas e professores de natação. Ainda na programação deste mês está prevista uma palestra aberta à participação dos interessados. Entre em contato com a SERAP através de e-mail, se tiver interesse em participar.  

  • Se você fica muito tempo sentado em frente ao computador, é provável que acumule tensões em partes específicas do corpo, como nos ombros e na parte da nuca. Para aliviar essa tensão, faça um dos exercícios recomendados pela GINÁSTICA CEREBRAL® chamado CORUJA.


Segure o ombro direito com a mão esquerda e aperte os músculos do ombro com firmeza. Gire a cabeça olhando para trás por cima do ombro direito. Mantenha essa posição, respire fundo e puxe os seus ombros para trás. Mantenha a posição por 1 minuto. Em seguida, olhe por cima do outro ombro por mais 1 minuto sem soltar a mão do ombro. Descanse o queixo no tórax e respire fundo, relaxando os músculos. Repita o exercício segurando o ombro esquerdo com a mão direita, olhe por cima do ombro e volte a abrir os ombros. Mantenha por 1 minuto. Em seguida olhe por cima do outro ombro e volte a abrir os ombros. Descanse o queixo no tórax e respire fundo.  

Repita esse exercício sempre que sentir acúmulo de tensão nos ombros e nuca.